COMO FAZER DA PROCRASTINAÇÃO, SUA ALIADA NA CRIATIVIDADE.



Mark Twain, escritor estadunidense disse: “Nunca deixe para amanhã o que você pode fazer depois de amanhã”.


Um pouco bizarro, né? Se compararmos com a força anti procrastinação que rege no mundo hoje em dia, deixar para fazer algo depois é realmente desapontador, mas há quem diga que pode sim ser uma boa ideia.


Para justificar tal afirmação, podemos adentrar em diversas histórias marcante do mundo, desde criações de Leonardo Da Vinci que demorou 15 anos desenvolvendo conceitos para sua tela A Última Ceia, a Martin Luther King Jr. que acredite, fez o seu discurso mais famoso da história “I Have a dream” na madrugada que antecedeu a marcha histórica em Washington D.C.


Tanto King quanto Da Vinci utilizaram o melhor momento para agir de forma original, promovendo ações que resultaram em mudanças efetivas no resultado final.


A partir desse conceito, chegamos ao que chamamos de efeito Zeigarnik.

O efeito tem o nome de sua criadora, a psicóloga russa Bluma Zeigarnik, que realizou o estudo em 1927, após seu professor notar que o garçom se lembrava mais facilmente dos pedidos que não haviam sido pagos e levantou a hipótese.

O efeito Zeigarnik ocorre quando paramos de realizar uma tarefa antes de completá-la.

Bruma constatou que temos melhor memória dos trabalhos incompletos, do que os concluídos.


Isso quer dizer que, quando procrastinamos algo, não necessariamente passamos a deixá-lo para depois, mas utilizamos o tempo para maturar nossa ideia e talvez encontrar formas mais criativas de colocá-las em prática.

Seguindo essa hipótese e procrastinando, ganhamos tempo para pensar na ideia de modo livre, identificando possíveis falhas e encontrando soluções mais criativas e eficientes para nossas ideias.


Quando aguardamos um momento antes de tomar uma decisão importante, evitamos cometer erros em ações decisivas do dia a dia.

Segundo os pesquisadores da Columbia University Medical Center e publicado na revista científica PloS One, nós seres humanos cometemos erros em decisões do dia a dia porque parte do processo de decisão é iniciado antes mesmo que a atenção seletiva tenha separado a informação relevante das distrações mais salientes.

Ou seja, é tanto volume de informação que não conseguimos nos ater nos aspectos mais importantes, o que quase sempre nos leva a tomar decisões impensadas, gerando problemas que poderiam ser evitados.


O famoso, apressado come crú é uma máxima que se encaixa bem por aqui.


Assim como toda fruta tem seu tempo certo para ficar madura, uma ideia também tem.

Respeitar o tempo de maturação de suas ideias trará maior criatividade no seu dia a dia, tornando suas decisões mais certeiras e analíticas.


Claro que deixar para amanhã o que você pode fazer hoje não quer dizer abandonar seu projeto e deixar de analisá-lo.

Transforme sua procrastinação em algo produtivo, tornando seus momentos de ócio criativo e aperfeiçoando suas análises para então colocá-las em prática. Reflexão é tão ou mais importante que qualquer ação tomada na realização de uma tarefa.


"Existe um ócio alienante, que nos faz sentir vazios e inúteis. Mas existe também um outro ócio, que nos faz sentir livres e que é necessário à produção de ideias, assim como as ideias são necessárias ao desenvolvimento da sociedade."

Domenico De Masi, sociólogo italiano criador da teoria “Ócio Criativo” na década de 1990


A procrastinação pode ser inimiga da produtividade, mas é uma forte aliada da criatividade, afinal, a palavra procrastinação pode também significar a espera pelo momento certo e não a preguiça que sentimos ao realizar uma tarefa específica.



#produçãodeconteúdo #socialmedia #audiovisual #produtoradevideo #casarelafilmes #produtoraaudiovisual #estratégiadeconteúdo #marketingdigital #neuromarketing

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Copyright 2019 - Produtora de Vídeo - Casarela Filmes - Todos os direitos reservados.

Produtora registrada